Pages - Menu

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

É sempre a mesma pergunta...

  • Por que ajudam gatos e não velhinhos no asilo, meninos de rua e crianças com câncer?

Qualquer pessoa que ajuda animais já ouviu essa pergunta, com a gente não foi diferente. Esta pergunta nos chegou por mensagem, de uma pessoa que estava descontente com o nosso ramo de atuação. Sabemos que a falta informação impede que entendam mais sobre a nossa causa, a realidade dos animais e principalmente como isso pode afetar os velhinhos no asilo, as crianças de rua, e as pessoas com câncer. Por incrível que pareça isso acontece e tem uma ligação muito próxima. 

Retirar os animais das ruas, castrar, encaminhar para novos lares, promover o CED e promover educação correta, ajuda a controlar diversas zoonoses que a super população de gatos e outros animais de rua podem transmitir aos velhinhos no asilo, as crianças de rua, e as pessoas com câncer.



Os animais de rua são um problema geralmente ignorado pelos governos, o que acaba fazendo nosso trabalho ser fundamental não só aos velhinhos no asilo, as crianças de rua e as pessoas com câncer, mas também para as pessoas saudáveis e bem dispostas como você.

Ignorar também pode matar (Foto retirada da internet)

Em momento algum ajudamos animais movidos apenas por dó dos bichinhos bonitinhos que não tem casa, é isso também, mas é principalmente pela falta de informação das pessoas sobre o bem estar deles e como isso se reflete diretamente em nossa sociedade, gerando consequências aos velhinhos no asilo, nas crianças de rua e nas pessoas com câncer.

Aprendendo a cuidar e a respeitar uma outra espécie as pessoas aprendem também a enxergar com mais compaixão e humanidade o próximo. Você já se perguntou porque existem os velhinhos no asilo e as crianças de rua? Você já parou para pensar em como nós estamos vivendo em um mundo que nos vê como números? Você não consegue ver relação na falta de humanidade que existe em quem abandona alguém que confia e depende de você, como os velhinhos no asilo, as crianças de rua e os animais abandonados?


O cuidado com os animais reflete diretamente nas nossas atitudes com o próximo. Uma sociedade que trata vidas de cães, gatos e qualquer outro animal com descaso, que não enxerga além das atitudes de agora, que coloca a satisfação pessoal, os prazeres diários acima do bem estar social, naturalmente vai tratar animais e semelhantes apenas como empecilho à sua boa vida. Por isso velhinhos no asilo, crianças de rua e pessoas com câncer continuam existindo e sendo usados apenas como exemplo. 

Ajudar qualquer ser vivo só faz bem (Foto retirada da internet)
Olhar para os animais não é pensar pequeno, é enxergar além do óbvio. Nossa causa não é melhor que as outras, até porque nossas escolhas pessoais fazem parte da forma que a gente consegue lidar melhor com o mundo e com nós mesmos. Por isso  o Viva Gato cuida apenas de gatos, porque este é o melhor que podemos fazer e vamos nos entregar a isso. Queremos dar o nosso melhor e que do nosso trabalho todas as famílias também levem e compartilhem a melhor experiência, porque é nisso que somos bons e é nisto que depositamos todo nosso amor. Fazemos nosso trabalho por afinidade e queremos que todos façam o mesmo, porque cada pessoa é diferente, cada pessoa cuida melhor de cães, ou de gatos, ou cavalos, ou crianças, ou idosos...Independende do que seja o seu melhor, faça! 


E nós fazemos, confiando que você esteja fazendo o mesmo pelos velhinhos no asilo, ou as crianças de rua e as pessoas com câncer. 


Continue fazendo o que você faz de melhor e nós vamos estar aqui torcendo muito por você porque a nossa causa vai ser sempre a mesma: um mundo com mais respeito e amor para todos.